Blog

Que tal imprimir o projeto direto no terreno? Isto já é quase possível

5 de maio de 2015 / Sem categoria

por Eron Costin

Uma nova tendência tecnológica está começando a se popularizar. Trata-se da Rapid Prototyping (prototipagem rápida ou impressão 3D), um modo de produção em que o modelo virtual vai direto do computador do projetista para a execução dos objetos em uma máquina. Este novo padrão de produção elimina a necessidade de trabalho manual na fabricação, uma vez que as peças já saem prontas para serem utilizadas, bastando para isso que seu modelo 3D seja criado em um software.

Uma máquina que cria a si mesma – Um dos mais interessantes projetos que exploram esta nova tecnologia se chama RepRap (The Replicanting Rapid Prototyper Project). Trata-se de uma impressora 3D que pretende ser capaz de se auto-replicar através da impressão de peças para a criação de outra impressora 3D. Além disso, sendo um projeto com código aberto, qualquer pessoa pode entrar no site e baixar gratuitamente os projetos, softwares e instruções sobre como montar sua própria máquina. Ainda existem algumas limitações para que a fabricação do clone total do aparelho seja completa, como a impossibilidade de imprimir peças metálicas ou componentes elétricos, mas muitos de seus componentes já podem ser impressos a partir de outra máquina igual (atualmente 60% dos componentes são replicáveis). Este projeto é tão ambicioso que alguns dizem que esta tecnologia será capaz de acabar com o capitalismo e iniciará uma segunda revolução industrial, sob o argumento de que as relações entre produção e venda de bens serão profundamente alteradas quando qualquer pessoa puder imprimir em casa tudo que precisar. Um dado curioso é que se uma máquina gerasse outra em um prazo de um dia, seria necessário pouco mais de um mês para que todas as pessoas do mundo tivessem sua própria impressora 3D. Mais informações no site http://www.reprap.org

Aplicações na arquitetura – Inicialmente pode-se pensar que uma aplicação imediata para este modo de produção na arquitetura seja a criação de maquetes. Sim, isto já vem sendo explorado por diversos escritórios de arquitetura, possibilitando, por exemplo, que os modelos mais complexos da renomada arquiteta Zaha Hadid sejam executados com facilidade. Mas e se esta técnica fosse aplicada para o produto final e não apenas em um modelo de estudo? No âmbito do desenho industrial já são fabricados produtos finais, através da utilização de máquinas com melhor resolução de deposição de camadas e aplicação de plástico de alta resistência (quer receber uma amostra grátis de uma peça feita com este processo? Basta acessar http://www.stratasys.com/br/contact-us/get-a-sample-part

Processos para que um projeto arquitetônico possa ser impresso diretamente no terreno estão começando a ser desenvolvidos e já apresentam alguns resultados. Um dos grupos mais promissores é o de pesquisadores da Universidade Loughborough, Inglaterra. O objeto atual da pesquisa é uma máquina capaz de imprimir concreto em camadas, criando peças sem a necessidade de formas. Este vídeo mostra um pouco do processo.

O desenvolvimento e difusão desta tecnologia mudarão os atuais métodos construtivos, reduzindo o desperdício, acelerando a obra e valorizando o trabalho do projetista. Nossa classe agradece!

Mais curiosidades sobre esta tecnologia – Um designer alemão chamado Markus Kayser criou uma impressora 3D que usa energia do sol e areia do deserto como matéria prima:

Cientistas estudam a possibilidade de impressão 3D de órgãos humanos através da deposição de células:

Indo muito mais além, temos uma visão bem interessante do físico e cientista Michio Kaku, famoso mundialmente por apresentar tendências tecnológicas (muito bem fundamentadas) para o futuro da humanidade. Em um documentário ele apresenta o que acredita que será a “revolução quântica”, em que os seres humanos dominarão os átomos e moléculas a ponto de termos aparelhos em casa que funcionarão como nanofábricas, capazes de produzir qualquer coisa, de alimentos a celulares, de roupas a medicamentos. Veja a partir dos 4:45 deste vídeo:

Compartilhe

Sobre o autor

Eron Costin

Arquiteto e Urbanista pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) em 2005. Foi sócio fundador do escritório Oca Arquitetos em 2006. Premiações e menções honrosas em diversos concursos nacionais de arquitetura desde 2003. Atua como arquiteto sócio fundador do Estúdio 41.

Posts relacionados

Reportagem no Fantástico

04/05/2015
por Eron Costin

Gigantescos centímetros

10/03/2015
por Eron Costin

Críticos de arte premiam nova Estação Antártica

18/03/2014
por Emerson Vidigal

Termo muito curto, digite ao menos três caracteres.

Categorias

Translate »
Translate