Imagens

Expansão da Biblioteca Nacional

Compartilhe

Rio de Janeiro, RJ, 2014

Um espaço de encontro e preservação de bens culturais brasileiros, um lugar onde a cultura se torna referência para a reestruturação urbana. Um edifício que promove relações com a cidade e a zona portuária do Rio de Janeiro, um local de estar, estudar, pesquisar, acolhedor como a cidade que se deseja. Dessa forma, o projeto para o Anexo da Biblioteca Nacional interpreta o programa de necessidades e o terreno onde se localizará o edifício: a partir do seu contexto espacial local e de sua rede de interconexões urbanas.

Sua resolução arquitetônica surge das relações entre as atividades necessárias para o novo complexo e a presença do edifício existente; entre arquitetura e tecido urbano; entre o espaço institucional e a cidade.

Sendo assim, o desenho para o novo complexo arquitetônico da Biblioteca Nacional no porto do Rio de Janeiro parte da interpretação das seguintes premissas:

  • Desenhar um conjunto único, envolvendo o edifício existente e aproveitando a solidez da estrutura existente.
  • Qualificar os espaços internos de modo a abrigar adequadamente as  atividades da Biblioteca Nacional.
  • Promover os espaços públicos do entorno, abrindo sempre que possível as visuais das áreas internas para o exterior e promovendo a visibilidade dos pedestres/usuários dos espaços externos estimulando assim a percepção dos ambientes públicos da biblioteca nacional.
  • Transformar a fachada noroeste em um artefato que possua múltiplas funções, entre elas: conectar através de passarelas os pavimentos dos blocos leste e oeste; sombrear com brises os trechos de maior incidência solar do novo complexo, garantindo o conforto ambiental dos espaços; e promover as visuais a partir do edifício para a região portuária e para a Baía de Guanabara.

 

Autores

Emerson Vidigal
Eron Costin
Fabio Henrique Faria
João Gabriel Moura Rosa Cordeiro
Martin Kaufer Goic

 

Colaboradores

Arq. Dario Corrêa Durce
Marcelo Miotto

Translate »
Translate